terça-feira, 5 de julho de 2016

4 Dicas para começar seu negócio na psicologia gastando muito pouco

Como Ganhar Dinheiro na Psicologia


Olá Psi!


Muita gente não começa a empreender na psicologia ou se já empreende, não começa a fazer determinadas coisas que são necessárias para alavancar, passar seu negócio para outro nível, melhorar, porque a pessoa pensa que é preciso fazer um investimento financeiro muito alto, mas, por não ter condições, deixa de tentar.


Assim, tem quem fique pensando que tem que ter os melhores equipamentos e condições e pensa: "só vou gravar vídeos quando tiver uma boa câmera, se tiver um bom cenário", "só vou ter um site quando puder pagar um site profissional" e vive impondo condições para fazer o que deve ser feito.


O que está por trás dessas imposições de condições é um mindset de escassez, com foco no que falta e não no que já tem e já pode. A saída para lidar com isso é mudar o mindset, a mentalidade, a forma de pensar e começar logo a empreender ou melhorar o negócio, da forma que é possível.


Para parar com a desculpas e começar logo, siga essas 4 dicas para começar seu negócio na psicologia gastando muito pouco:

- Dica 1 - use o que você já tem - isso vale tanto para quem for criar um negócio físico quanto para quem for criar um negócio on line. Use os equipamentos, materiais, móveis que você já possui ou adapte.

Já ouvi histórias de gente que montou todo o consultório com móveis de casa e de familiares, o que diminuiu muito o gasto com o espaço.

No caso de quem vai divulgar ou vender pela internet, dá para usar a câmera ou celular que você já tem para gravar vídeos, um recurso fácil e gratuito de iluminação, o computador que já tem para editar textos e vídeos, publicar e já ir divulgando seu trabalho, seus serviços.

- Dica 2 - use o conhecimento que já você já sabe - muitas pessoas pensam que só podem começar seu projeto quando fizer esse ou aquele curso, comprar tais livros. Já pensou que você pode começar com o que você já sabe? Seu conhecimento pode esclarecer muitas pessoas se você usá-los para produzir conteúdo

- Dica 3 - use o que você já é - use suas experiências de vida e experiências profissionais que você já tem. O que você já viveu, o que as pessoas lhe perguntam sobre a psicologia, quais tipos de casos mais chegam para você no consultório, qual o perfil de seus clientes em consultoria, o que as pessoas perguntam se você ensina ou dá curso são excelentes pistas do que você pode oferecer de produtos e serviços para determinado público ou que você pode utilizar para produzir conteúdo para artigos e vídeos que esclareçam seu público alvo ou que você quer passar a trabalhar.

- Dica 4 - use todos os recursos gratuitos ou baratos que a internet oferece - Para quem vai utilizar a internet para divulgar ou para oferecer produtos e serviços, essa dica é valiosíssima! Porque existe uma infinidade de recursos e ferramentas gratuitos na internet que podem ser usados para fazer site ou blog, fazer vídeos e publicá-los sem gastar nada, baixar programas para melhorar vídeos, imagens, textos, muita coisa a custo zero. Outros recursos são bem baratos e você não vai acreditar quando descobri-los e ver o que dá para fazer.

Foi dessa forma que eu comecei o meu primeiro projeto na internet que tinha como objetivo esclarecer o público e atrair mais pacientes para o consultório! Comecei usando os equipamentos que eu tinha: uma câmera não profissional, um computador emprestado, o acesso a internet que já tinha aqui em casa.

Comecei usando o que eu já sabia na psicologia, os temas que eu mais gostava de estudar na graduação, temas que fiz trabalho, assuntos de livros e até as anotações do meu antigo caderno da faculdade para criar o conteúdo do projeto Psicologia na Vida.

Comecei usando a minha experiência em gravar vídeos para outros blogs que eu tenho. E as coisas que já passei e a minha experiência como psicoterapeuta (usava as perguntas de pacientes e outras pessoas para gravar vídeos e escrever textos).

Comecei usando ferramentas e programas gratuitos da internet, assistindo vídeos e lendo textos gratuitos como esse que você está lendo agora.

Contei minha história para você entender que não existe condições perfeitas, sempre vai faltar alguma coisa. Lembra que Freud dizia que somos seres de falta? E que é a falta que nos impulsiona para a criação? Então, vamos tratar de aplicar nosso conhecimento em nós mesmos e nos melhorarmos, para daí ajudar os outros.

Beijos e bora viver de psicologia!






Empreendedorismo, Empreender na Psicologia, Negócio na Psicologia, Marketing Digital, Marketing Digital na Psicologia



Oportunidades:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, participe! Deixe seu comentário com sua opinião, dúvidas e sugestões! Responderei assim que for possível.

ASSISTA TODOS OS VÍDEOS!!! BASTA CLICAR NA IMAGEM ABAIXO!!!